03 de maio de 2017

Desejo do momento: decoração para escritório

Cotidiano

Quem me acompanha no Instagram (@blogdeixemecontar) viu que decidi transformar um dos quartos aqui de casa num escritório.  Desde que me mudei, estava sentindo a necessidade de um cantinho próprio de trabalho, sabe? Entendi  – e aceitei – que rotina e organização são fatores importantíssimos para o meu rendimento.

Assim, meti a mão na massa (mentira, foi Marcilio kkkk) e me vi louca escolhendo tintas, cortinas e papel de parede. Mal sabendo eu que a parte mais difícil estaria por vir: a decoração.

Gente, decoração deveria ser patenteado como o verdadeiro playground para adultos! hahaha. Sério! Você entra numa loja ou num site e quer tudo. Se for decoração para escritório e você for a louca da papelaria, das mesinhas de canto, das luminárias, poltronas e … (tá vendo?), aí é que o bicho pega mesmo!

Então, para me orientar por esse mundo mágico e, quem sabe, ajudar muitas de vocês num projeto home office, separei alguns itens que estão fazendo meu coração – e meu cartão de crédito – bater mais forte. Vamos ver?

Decoração para escritório

escritório - decoração deixemecontar

1 – Prancheta com bloco Instantes (Imaginarium – R$ 49,90);
2 – Poltrona Mimo Rosa Vintage (Westwing – R$ 999,90);
3 – Luminária de piso Orfeu (Oppa Design – R$ 797,99);
4 – Luminária Letreiro (Imaginarium – R$ 199,90);
5 – Cactos de mesa (qualquer lojinha de plantas);
6 – Estante Izzi cor trigo (Oppa Design – R$ 341,99);
7 – Carimbo Máquina de escrever (Veio na mala – R$ 28,90);
8 – Relógio decorativo (Westiwing – R$ 199,90);
9 – Quadro Oportunidade (Westiwing – R$ 64,90).

E aí, gostaram das minhas escolhas (ainda que apenas virtuais hahaha)??? Qual o item preferido de vocês?

Jéssica Vieira
Jéssica Vieira
25 de abril de 2017

Suavié: o sabonete líquido para pele sensível da Darrow

Beleza

Minha pele do rosto nunca foi das mais problemáticas. No máximo, uma oleosidade na zona T e algumas insistentes espinhas durante a adolescência. No entanto, sempre precisei lidar com a sensibilidade, pois muitos dos produtos que eu usava causavam irritação ou vermelhidão no queixo e nos caninhos do nariz e da boca, o que, convenhamos, também é muito chato.

Sendo assim, meses atrás levei essa queixa à minha dermatologista, que me  apresentou o Suavié, um sabonete líquido da Darrow específico para pele sensível.

suavié - sabonete líquido para pele sensível

Confesso que não conhecia a marca e fiquei com receio de ser mais um produto a deixar minha pele ressecada ou irritada, sabe? Mas, depois de passar meses testando amostrinhas, vi que o resultado era muito bom e resolvi apostar no produto em sua “versão consumidor”.

Segundo a Darrow, o sabonete líquido Suavié “limpa suavemente, hidrata a pele e promove m controle suave da oleosidade. É recomendado tanto para uso diário na higiene facial e corporal quanto na higienização em tratamentos tópicos. Sua fórmula hipoalergênica minimiza os riscos de alergia.”

suavié - sabonete líquido para pele sensível

Além de uma fragrância bem suave, o Suavié líquido tem uma textura bem fluida e basta um pouco do produto para fazer a limpeza do rosto. Tenho usado duas vezes ao dia (uma pela manhã e outra à noite) e gostado bastante, já que não ressecou nadinha a minha pele nem causou aquela vermelhidão que mencionei.

suavié - sabonete líquido para pele sensível

Também acho legal a embalagem em pump (dá para dosar melhor a saída de produto), mas preciso dizer que, neste quesito, a Darrow pecou num design nada anatômico…  O pump é muito curtinho e, se apertarmos sem inclinar, boa parte do produto escorre pela embalagem! Tem que ver isso aí, gente!

suavié - sabonete líquido para pele sensível

Reparem que o pump é bem rente ao corpo do produto. Se não inclinar – muito! -, é desperdício e sujeira na certa…

Tirando esse pequeno detalhe, vale experimentar o sabonete líquido Suavié, principalmente se você tem a pele mista ou sensível como a minha.

Aqui em Aracaju, só encontrei o produto na Drogasil do Shopping Jardins. A embalagem com 140 ml custou R$ 41,90. Ah, também existe uma versão em barra para quem preferir, tá? Mas não a encontrei por lá…

Alguém aí também já usou o sabonete líquido Suavié? O que achou?

Jéssica Vieira
Jéssica Vieira
24 de abril de 2017

Sobre festejar a vida como as crianças de cinco anos

Crônicas

Tenho um amigo que diz não saber onde arranjo tanta empolgação para comemorar o meu aniversário (que foi sábado, dia 22). “Só você e as crianças de cinco anos esperam tantos dias para um bolinho, umas velas e parabéns. Nunca vi!”, ele brinca.

Sinceramente? Acho essa comparação de um elogio incrível. Por mais que 28 anos nos separem no calendário (e nos séculos! hahaha), as crianças de cinco anos e eu acabamos nos encontrando – radiantes – na difícil tarefa de festejar a vida apesar de.

festejar a vida - foto em que minha mão direita aparece segurando seis balões num céu azul claro

Apesar de não podermos fazer tudo o que queremos, de não termos ganhado o presente dos sonhos, de não termos todos os coleguinhas reunidos, de termos nos machucado na véspera, de termos ficado em casa quando a vontade era de viajar para um lugar extraordinário, de não termos um irmãozinho ou um dos pais por perto… Apesar de qualquer coisa que possa nos entristecer, no dia do nosso aniversário acontece uma verdadeira mágica: festejamos!

Festejamos um dia todinho nosso, as ligações, os paparicos, os abraços apertados, os presentes e, óbvio, o bolo com as velas e os parabéns!!! Alguém consegue mesmo ser feliz sem isso? Nunca vi!

Mas, ao longo dos anos, também aprendemos a festejar a vida exatamente como ela é. Cheia de alegrias e comemorações, mas também cheia de tropeços e novas tentativas que começam a acontecer com todos um pouco depois das cinco primaveras… Viver é isso.

Viver é vai e vem. É sobe e desce. É estica e puxa. É cair e levantar para a próxima. E que graça teria passar por tantas turbulências sem festejar a vida? Pedindo saúde, amor, paz, prosperidade, viagens inesquecíveis, abraços apertados, presentes dados com carinho…

Definitivamente, chego aos 33 no time das crianças de cinco anos. E o meu maior desejo, de verdade, é conseguir acompanhá-las com essa empolgação até o fim, que eu espero demorar muito pra chegar, claro.

Jéssica Vieira
Jéssica Vieira